A intensidade leva á felicidade.

Muitas vezes reprimia meus sentimos, meus sentimentos de sentir tudo de amar tudo.Alguns acham isso bobagem outros acham que não devemos ser tão intensos assim com a vida.Só comecei a ser feliz e ainda estou apreendendo após não reprimi nenhum desses sentimos, descobrir que ser intenso leva a amar a si e ao mundo.Acreditar que existe amor não é bobagem ,acreditar que pode mudar algo não é bobagem nem mesmo admirar a lua não é bobagem.Bobagem é viver um mundo sem se permitir, bobagem é não sonhar. Em um mundo cada vez mais difícil onde muitos falam de amor e poucos amam, amar se torna revolucionário se torna único e talvez por isso quero amar tudo sentir tudo e me permitir ser uma grande revolucionária.

Ser ou não ser?

Por algum tempo andei pensando, quem eu seria, de imediato não sabia mas quem sabe ? ando tendo meus altos e baixos, e talvez nesses picos achei que tinha me perdido, perdido todo o sentido. Na real? Não há uma resposta, eu sou  aquela que adora dançar usando vestidos floridos e ama Elis Regina mas também aquela que ama o velho Rock e que adora filmes de ação mas também filmes existencialistas, ama poesia mas ama ler historias de fantasia. Ando tentando amar minha companhia, valorizar todo tipo de coisas pequenas e amar viver, tentar não depender de ninguém para ser feliz ser infinita com minha presença. Mudei minhas concepções meus pensamentos mas porque isso quer dizer que deixei de ser? Tenho a mesma essência eu continuo acreditando no que antes já acreditava, nem sempre mudar é deixar de ser. Confesso que é difícil esse negocio de ter alterações de humor ou as vezes parecer que não é você mesma e ficar perdida, é algo que se aprende a lidar e se compreender. Agora neste momento me sinto infinita, não sei porque mas eu amo tanto as coisas ,amo tanto tudo sem ao menos ter alguém para amar, talvez amar não é só amar alguém ou alguma coisa talvez posso amar a vida amar por estar aqui amar por consegui ouvir musicas incríveis ou amar uma poesia. É incrível como sinto tudo quando leio um grande poema ou ouço uma musica ou ate observo o céu, é incrível como eu sinto tudo e quero eternizar tudo  a cada instante.

Um amor momentâneo!

 

Estávamos na mesma estação de sempre, sempre achei incrível o quanto passava rápido.Nossas conversas e beijos sempre foram intensos demais e eu sempre desconfiava demais,a pior parte era a partida nunca gostei de partidas e partir sempre era difícil.Veio as férias: não tem mais parada em estações ,não tem mais risadas aleatórias, não tem mais olhares, não tem mais sorrisos não tem mais  beijos e nem sua atenção.Eu te inventei como uma das melhores pessoas, inventei oque eu queria ter mas nunca via oque eu tinha inventei um amor que sempre queria com uma pessoa que mau conhecia.

A grande atriz!

O tempo passa, e continuo sendo uma grande atriz, talvez acreditei nas minhas próprias mentiras, no meu próprio mundo inventado. Hoje ele esta desmoronando, esta caindo junto com minha mascara dessa grande atriz que inventei, não posso negar  sou uma grande mentirosa uma grande falsa, que eu mesma inventei e acreditei. Já nem sei quem é quem, já nem sei onde eu me pertenço ,talvez não sou nada e de nenhum lugar talvez eu sou meu próprio abrigo na qual não sei hospedar nem eu mesma.

Coragem ou covardia?

Eu  tenho  que tomar uma decisão mas nem sei por onde começar é difícil decidir e tomar coragem para fazer certas coisas, mesmo que isso seja por amor ou por amizade mesmo que isso seja por grandes coisas. Eu admito que sou medrosa admito que não consigo tomar escolhas que possam machucar outras pessoas ou decepcionar, cada vez se torna mais difícil para mim ter que tomar decisões, isso desde grandes escalas a pequenas como chá ou café?. De manhã sempre que acordo tenho um ritual que é esquecer de tudo que me incomoda pelo menos tentar mas então a noite sempre vem átona e ai aprendi que não adianta o quanto você quer fugir vai te perseguir até em seus pesadelos e você vai ter que se arriscar uma hora ou outra.Tomar certas decisões é preciso tempo ou cinco segundos de pura insanidade, ter consciência que alguém vai se machucar,ter em mente que você vai ser atingido de todas as formas independente de sua escolha mas o principal é você vai ser feliz tomando essa decisão? Sua vida vai fazer diferença tomando essa decisão ? dizem que é egoísmo eu digo que isso se chama amor próprio ,tomar decisões levando só em conta as outras pessoa e menos a si é mesmo que suicídio. Depois disso você não conseguiu decidir beba o que estiver na frente é o que eu faço é o que eu sempre faço pois odeio tomar decisões então tomo álcool.A vida é feita de escolhas, não fazer uma escolha também é uma escolha que você faz e pode te prejudicar então não importa quantas taças você tome ou fugir você toma decisões o tempo todo e tem que conviver com isso sempre principalmente aquelas que não da para voltar então seu maior ato de coragem não é tomar decisões.

Relato clichê da vida.

Hoje na faculdade teve a semana intercursos,nunca vi aquela faculdade tão linda como esta agora ,tão viva.Nesse segundo semestre esta passando muito rápido e sei que sentirei falta disso tudo. Agora apresentarei meus amigos da faculdade para vocês : Júlia a gótica evangélica, Mônica a intelectualizada,Martin um lorde,Pedro um comedor de livros, Henrique uma versão minha homem e por ultimo Juliano o artista.O mais engraçado que todos são incrivelmente diferente mas todos sabem cuidar um do outro quando necessário,talvez isso se torne tão bom conviver com eles. Esse semestre passamos por muitas coisas,conhecemos pessoas novas fizemos novas amizades,brigamos, choramos todos juntos acho que cada semestre tem algo de diferente mas nesse semestre nos fizemos jus da amizade, esse semestre foi o que mais um ajudou o outro a se levantar ou pelo menos tentou.Quando se tem pessoas ao seu lado é sempre mais fácil de lutar. Estou triste por esta acabando mais um semestre mas feliz por ter vivido ele.Se fosse para dizer algo para esse semestre eu diria: Você foi a pior e a melhor coisa que já me aconteceu em minha vida.

Meados de 2016, 2 semestre.

Uma segunda-feira

Acordo,escovo os dentes,penteio o cabelo,tomo café tudo é sempre muito rápido.Mas hoje não é um dia qualquer ,hoje é segunda-feira e apesar de ser odiada, eu amo segundas-feiras. Vou até a estação aonde sempre vou apesar de ser movimentada, é um das mais vazias. Lá encontro Mônica uma amiga onde percebo que hoje talvez não seja um bom dia para ela, ela sempre altera de humor nunca sei o que esperar dela. Eu e Mônica vamos sempre no primeiro vagão sempre é um dos mais vazios, lá conheço muito gente mesmo que nunca tenha falado uma palavra sequer. Eu fico pensando como é incrível conhecer sem conhecer, incrível como ficamos perto uma das outras pessoas no metro e nem um bom dia falamos. Hoje acordei feliz e a melhor parte das minha manhã de hoje foi pegar o metro, pois consigo observar quase toda cidade e é uma das coisas mais lindas que eu vi hoje, não que não tinha visto antes mas quando você esta feliz tudo se torna intenso. São 11 paradas e 30 minutos até chegar na minha estação, as vezes parece que o tempo é eterno e as vezes que o tempo se esgota durante a viagem, tudo depende dos momentos e de meu humor.Hoje foi incrivelmente rápido nem deu tempo de ouvir minha playlist toda e muito menos observar as pessoas, falando nisso elas odeiam quando faço isso.Porque as pessoas se incomodam de se olhar ou serem olhadas? Olhar um no olho do outro parece um ato de coragem hoje em dia.Chego em minha estação quando saio todo mundo olha ,pois eu fui a menina que dançou e cantou nas varias estações e aparentava estar feliz em uma segunda-feira e isso me tornou a menina estranha da estação.No caminho da minha faculdade paro para comprar meu lanche,não sei o nome da moça que vende apenas sei que adoro os lanches dela ,sei que ela é sempre bem simpática e que apesar da crise ela vende os lanches mais baratos na região. Chego na faculdade,danço,dou risada,assisto a aula,eu  me apaixono e volto para casa sempre rápido mas sempre intenso e gostoso pois amo aquele lugar apesar de tudo.

Meados de 2016, fim de semestre.

O que você tem a perder?

Eu sofro com a insanidade , eu sofro com devaneio da sociedade , minha mente sofre por ser um mostro que me tornei, me tornei um deles  a dor de não fazer nada mistura o fracasso de ser quem eu sou , fico me perguntando até quando não vamos fazer nada até quando, é fácil desistir de uma luta que todos acham que já esta perdida, não consigo desisti de algo que acredito, não consigo .Tenho esperanças  e minha esperanças só vão embora quando eu adormecer, o meu a maior inimigo sou mesma não tenho o que temer apenas um fracasso que pode acontecer, mas pelo menos irei lutar e me arriscar, seja lá qual for sua luta ,nunca desista de algo que ache certo você ira se lamentar ter fracassado e vai tentar de novo mas quando você nem tenta sua dor se torna pior que um fracasso pior que tudo.

Escrito em 2016, em uma crise.

Esses sorrisos são reais?

Vejo as pessoas sorrindo mas vivo me perguntando será que são reais? esse sorrisos? sera que elas são felizes mesmo? ou e apenas um disfarce ? ou é loucura minha, talvez exista realmente uma felicidade, talvez a felicidade não e infinita mais é pelos momentos, mais se for assim nossa vida e juntada pelos pedaços de momentos ruins e felizes .

seria legal conseguirmos escolher quais momentos lembrarmos, mas não seríamos fortes pois os momentos ruins é para isso, para ensinarmos a ser forte a conseguirmos seguir em frente. fazermos momentos felizes e contentes pois, quando temos momentos ruins nos ficamos fortes aprendemos e seguimos ,momentos ruins e felizes são um conjunto de nossas vidas e do nosso destino da nossa batalha da vida ,das nossas conquistas, talvez todos os momentos deveríamos aproveitar ,por que nunca sabemos quando acabara quando não teremos mais momentos.

Esta tudo bem?

 

Coloco meu vestido florido, apenas hoje

Então começo a dançar, tenho esperanças de que dançando consigo me animar

Coloco batom da cor vermelha, não vou sair ,não vou ver ninguém

Vou apenas dançar, fingir que esta tudo bem

É o que fazemos, é o que sempre fazemos .

Mas me digam, vocês estão realmente bem?

Guardamos, fingimos e nos matamos como se fosse culpa nossa

Não, não é apenas nossa culpa

Mas toda vez respondemos :“ esta tudo bem”

Mas me digam, vocês realmente estão bem?

Me digam que tem raiva

Falam o que sente

Gritem mais alto que puder

Não me respondem que esta tudo bem porque sabemos que não esta

Me digam que sentem, me digam

Mas tudo que sai da boca de vocês é :“esta tudo bem”

Somos grande atores ,grandes mentirosos

Para nos mesmos e para os outros.

Mas me digam, vocês realmente estão bem?

J.R